Novidades

Síndrome dos Ovários Policísticos x Infertilidade

Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) atinge cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva e é considerada a causa mais frequente de infertilidade em pacientes com anovulação crônica, ou seja, que não ovulam adequadamente. Por essa razão, podem apresentar intervalos longos entre os ciclos menstruais e, até mesmo, passar meses sem menstruar.

Trata-se de um distúrbio que geralmente começa na puberdade e é progressivo, causando desequilíbrio hormonal. Os sintomas podem variar, porém, os mais comuns são ciclos irregulares, menor frequência de ovulação e dificuldade para engravidar. Embora não tenha cura, a SOP pode ser controlada com o uso de medicamentos de acordo com o quadro da paciente e suas complicações.

“Quando a síndrome é a única causa de infertilidade do casal, as chances de gravidez são excelentes após a correção do distúrbio ovulatório. Outra alternativa é a fertilização in vitro, especialmente quando existem outras causas envolvidas na dificuldade de engravidar, além da ovulação comprometida”, observa o ginecologista Eduardo Crivelari Baisch, médico do Fertility – Centro de Fertilização Assistida de Bauru.